Pois as perfeições passam ao largo das felicidades (uma homenagem a mulher)

Neste Dia Internacional da Mulher, que ao fim e ao cabo, é na minha opinião, um reconhecimento de injustiça histórica, minha homenagem a um gênero extraordinário, misterioso, fascinante, e sem o qual, nós os homens, nunca seremos inteiros: a mulher.

E em especial, àquela com quem divido minha respiração, pensamentos, risadas e afetos: Andressa Mezzomo.

A minha mulher (im)perfeita
tem a pele dourada pelo sol,
um andar como o diabo gosta,
seios que cabem na minha mão
e um ventre onde sempre é verão.

A minha mulher (im)perfeita
viveu uma boa meia dúzia de tórridas paixões
e amores viscerais.
Pois a experiência é a mãe
da tolerância e generosidade,
sem as quais nenhum amor sobrevive.

Ela também tem uma pitadinha de neurose,
e três dias de incompreensível TPM.
Amortizadas por uma colher cheia de perdão,
adicionada a uma taça transbordada de bom humor
com risadas a granel.

E uma beleza com muitas imperfeições,
Pois as perfeições passam ao largo das felicidades.

E tempera tudo isso com uma luxuosa inteligência,
Exuberante e veloz como um falcão.
Exala um cheiro bom, de terra e flor,
A pele é sempre quente e
compartilha sua luz,
Parecendo um sol

Para me deixar sempre com o corpo em pé,
Com orgulho, admiração e profunda gratidão.

Ai! Esta minha mulher (im)perfeita. @diadamulher @mulher @amor @homenagem @diaperfeito @paixão @desejo @beleza @derose @derosemethod @j

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Conheça o Jojo

Filósofo nas horas vaga, tem uma curiosidade inata pelo comportamento humano, realizando paralelos muito instigantes entre o ser humano e a evolução das espécies, tema sempre muito presente em todas as suas palestras e cursos, e muito apreciada pelo seu público.

Jojo nas redes

Copyright - Todos os direitos reservados - Desenvolvido por slin.digital

💬 Precisa de ajuda?